Avaliações por Parâmetros Comparativos

O principal conceito a ser rigorosamente observado nos procedimentos técnicos capazes de especificar o valor Real do Global do Negócio consiste em diferenciar com clareza o Valor Empírico do Valor Efetivo.

Por Valor Empírico entenda-se a propensão de calcular-se aleatoriamente um dado valor à marca, sem considerar-se tecnicamente todo um histórico da empresa detentora dessa marca, e em consequência sem basear-se no estudo pormenorizado de sua evolução ao longo do tempo. Portanto atribuir-se empiricamente um dado valor á marca, significa indubitavelmente propiciar-se uma enganosa subestimação ou então uma superestimação não condizente com a realidade. Por outro lado, o Valor Real Global do Negócio, ou seja, o seu Valor Efetivo pressupõe específicos e especializados procedimentos técnicos – analíticos capazes de estipulá-lo com acentuada precisão.


Assim sendo, obtemos o Valor Efetivo Global do Negócio, tendo como primordial referência o Potencial de Geração de Renda Futura da empresa detentora, à luz dos estudos minuciosos do Fluxo de Caixa Descontado, subtraindo-se a valor liquido dos ativos que contribuem na geração de tal receita.

Obviamente, esse intento exige o trabalho de profissionais que, além da natural especialização, caracterizam-se ainda por experimentada vivência na questão. Afirmamos convictamente que desta maneira reunimos as necessárias condições para determinarmos o Valor Real do Global do Negócio.

√ Fusões / Cisões / Incorporações / Joint-Ventures;
√ Alterações acionárias;
√ Compra e venda de empresas;
√ Holding;
√ Privatizações;
√ Fundos de comércio;
√ Negócios / Goodwill;
√ Marcas / Patentes;
√ Tecnologia Industrial.